quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Coisa Amar - Manuel Alegre



Contar-te longamente as perigosas
coisas do mar. Contar-te o amor ardente
e as ilhas que só há no verbo amar.
Contar-te longamente longamente.
.
Amor ardente. Amor ardente. E mar.
Contar-te longamente as misteriosas
maravilhas do verbo navegar.
E mar. Amar: as coisas perigosas.
.
Contar-te longamente que já foi
num tempo doce coisa amar. E mar.
Contar-te logamente como doi
.
desembarcar nas ilhas misteriosas.
Contar-te o mar ardente e o verbo amar.
E longamente as coisas perigosas.
.

Um comentário:

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Muito há para se contar...Sobre amar e ser amado.
Bom final de semana!Bjs