sexta-feira, 27 de junho de 2008

Alma Partida - Afonso Estebanez Stael


Eu tenho a alma partida
por duendes da loucura
por causa da despedida
entre o amor e a ternura...
.
Loucura de amor jurado
pela jura não cumprida
do lado compromissado
da ternura prometida...
.
De súbito foi o instante
em que tudo se perdeu...
Mas era tempo bastante
de viver o que morreu...
.
E tudo o que era presente
foi tempo tão esquecido
que a ternura impaciente
não viveu o amor perdido...
.
E assim a alma partida
por duendes da loucura
ser causa da despedida
entre o amor e a ternura...
.

Um comentário:

Daniel Rodrigues disse...

O amor é um tema eterno, nunca se esgotará. Beijos moça bonita!