quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Por Pablo Neruda ...

,
"Quero apenas cinco coisas...
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos
Não quero ser... sem que me olhes
Abro mão da primavera para que
continues me olhando."
,,

2 comentários:

Manuel Marques disse...

Sendo a Primavera a minha estação preferida (e pura coincidência de hemisférios diferentes nascemos os dois na Primavera), decerto que também abriria mão dela para ter o olhar da mulher amada! Decerto e já o fiz e quem sabe o farei muitas Primaveras depois.

É genial este Neruda!!! Parabéns pela escolha, como sempre!!! Beijos primaveris (a expressão é tua, mas aqui apodero-me dela, não em nome de algum amor, mas de uma amizade que me encanta e dos blogues de sonho que proporcionas a quem te lê)!

Maurélio disse...

Renata, Pablo Neruda é incrível um gênio que transcendeu ao tempo.
Parabéns pelo blog querida amiga.
Beijos