sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Lua Branca - Chiquinha Gonzaga



"Ó, lua branca de fulgores e de encanto
Se é verdade que ao amor tu dás abrigo
Vem tirar dos olhos meus o pranto
Ai, vem matar essa paixão que anda comigo
Ai, por quem és, desce do céu, ó, lua branca
Essa amargura do meu peito, ó, vem, arranca
Dá-me o luar de tua compaixão
Ó, vem, por Deus, iluminar meu coração
E quantas vezes lá no céu me aparecias
A brilhar em noite calma e constelada
E em tua luz então me surpreendias
Ajoelhado junto aos pés da minha amada
E ela a chorar, a soluçar, cheia de pejo
Vinha em seus lábios me ofertar um doce beijo
Ela partiu, me abandonou assim
Ó, lua branca, por quem és, tem dó de mim"

6 comentários:

Chica disse...

Maravilhoso,como sempre,Renata! um beijo,bom carnaval!chica

Manuel Marques disse...

Poema delicioso como sempre! É sempre um renovado prazer navegar nas ondas dos teus blogues!!!

Aproveito para te informar que tens um prémio à tua espera aqui:

http://regressoalisboa.blogspot.com/2009/02/regresso-lisboa-recebeu-o-premio-vale.html

Beijinhos!

Tétis disse...

É sempre com grande prazer que venho visitar este blog.

Falar sobre o Amor, quer seja em prosa ou em verso é sempre algo maravilhoso.

Mara disse...

Oi Renata, tudo bem???
Como sempre seu blog está 10!!!
Passei para dar aquela espiada e avisar que deixei um selinho para vc no meu blog!
beijusssssss

Gilbamar disse...

Oi Renata! Descobri seu blog através de Anna Lieri e fiquei encantado com a ternura que dele emana. Parabéns, tudo nele é tocante e nos deixa maravilhados.

Eu e minha esposa estivemos em Curitiba em dezembro/2008, ficamos no hotel Pestana do bairro Batel, próximo à Rua 24 horas(que estava em reforma). Gostamos muito de sua linda cidade.

Fraterno abraço de Gilbamar de Oliveira.

maria laura ( a má ! ) disse...

que liiindo ! *--*